terça-feira, novembro 27, 2007

Sopro do/no Coração

Mudei de trabalho aqui há coisa dois meses. Pois é meus caros, a vida dá muitas voltas e a verdade é que fui parar a um sítio que julgava odiar, e que, muito sinceramente, me está a supreender pela positiva. "Nunca digas nunca" é o meu novo lema, a par com o "A vida é curta demais para se beber mau vinho".
Fui hoje à primeira consulta daquela coisa que chamam "Medicina no Trabalho", e a verdade é que podia ter tido a consulta pelo telefone, porque a Doutora, para além de me auscultar o coração e de umas apalpadelas muito pouco sensuais na zona da barriga e intestinos, queria era conversa!
Estava eu de camisola levantada até ao nariz, a ser auscultada, e pensei para mim que para a próxima tinha que trazer um sutiã mais agradável à vista - é verdade que nesta vida nunca se sabe quando é que nos vão ver as mamas, mas também a pessoa nunca pensa que é às 10:30 da manhã de uma Terça-feira lá para os lados de Benfica!
Bom, continuando!
Estava eu nestes propósitos, quando a Dra. me pede para repetir duas ou três respirações mais fundas. Obedeci de imediato, porque eu com os médicos porto-me sempre bem, tenho sempre medo que imbirrem comigo e resolvam dizer que tenho coisas complicadas.
Quando a coisa acabou, lá me disse: "Você tem um sopro no coração?"
Ao que eu respondi de imediato: "Um sopro no coração?"
Ela acenou com a cabeça e eu, estúpida, em vez de fazer um ar preocupado de quem não lhe dá jeito nenhum morrer esta semana, só consegui entoar: "...e o vento sopra doiiiidooo, e o que foiiiiddoooo corpo alado, nas asas do turbilhãoooo", e sorrir logo de imediato.
Silêncio...
Ela: "O que é isso?"
Eu, já com vontade de me enfiar debaixo da maca: "É Clã.."
Ela: "É o quê???"
Eu: "É Clã, é um grupo português que anda aí na moda agora..."
Ela, a franzir as sobrancelhas e de boca levemente entreaberta: "Ah...Pois... Mas não se preocupe que pode ser daquelas coisas que passam com a idade."
Eu: "Pois, a mim nada me passa com a idade... Já posso ir?"

9 comentários:

Inútil disse...

Sabem muito de cardiologia mas música, nicles. Triste vida a deles... Já tinha saudades destes episódios, pá!

Princezinha disse...

Então...então....com umas auscultadelas e apalpadelas fazem um prognóstico desses?? Espectáculoooooo......a medicina em Portugal está avançadissíma, os nossos médicos já têm sensores de RX na ponta dos dedos.....

Lipa disse...

Não pude deixar de sorrir com o teu post...
É que á cerca de uma semana também fui a essa consulta e depois de me fazerem um electrocardiograma (não sei se está bem escrito) perguntaram-me o mesmo. "Voce tem ou já teve um sopro no coração??" e eu disse com o ar mais simples do mundo: "acho que não!". O que é certo é que me mandaram ao médico de família e lá vou eu fazer mais exames... Na altura disseram que tinha qualquer coisa de anormal na batidas não sei quantas, ainda perguntei se era grave, mas não responderam... secalhar estou a morrer e não sei... ;)

Queres ver que agora toda a gente tem um sopro??!! ;)

Beijinhos

Whitesoul disse...

eu já tive 2, e sim passaram com a idade e não, não é grave :D

Anónimo disse...

LOL. :D Nisto, já nem de ar precisas. Só meras brisas raras... I.

Inútil disse...

Maria Alice, tens lá recado no estaminé.

Anónimo disse...

:P

Ely disse...

Estou mesmo a imaginar a cena... ;o)

Consigo imaginar-te a cantar
*o sopro do coraçao* tralala
E a cara da médica... ah aquelas caras que fazem....

ahhhhhhh...

:P

ElY
http://rasgosdevida.wordpress.com/

pedro disse...

Always Marta :-D