quinta-feira, agosto 02, 2007

Vida Selvagem

Viemos do IKEA carregados com 3 vasos de plantas verdes para juntar à solitária que tínhamos lá por casa. A solitária veio directamente da minha cozinha dos E.U.A para a nossa sala de Alcântara. É uma sobrevivente!
Quando a comprei numa florista da Av. da Igreja, a senhora da loja, que tinha buço e as duas mamas coladas à barriga, jurou-me a pés juntos que a planta durava uma vida inteira: "dá flor na Primavera e no Inverno fica verdinha que só ela".
A verdade é que só na primeira Primavera deu flor. Depois desistiu. Ou então as minhas gatas comiam-nas antes dela florir, nunca cheguei a saber.
Juntámos as 3 plantas novas à solitária que, coitada, ao lado da exuberância florestal das outras parecia um bocadinho de ranho seco.
Ficámos felizes com a nossa casa cheia de verde durante uns dois dias, porque ao terceiro dia, o que restava das plantas era uma espécie de líquido verde nos tacos do chão, misturado com pelos e bocados de biscoitos de frango e cenoura. As gatas comeram as plantas e vomitaram-nas!
Apetecia-me esfolar os bichos e pendurá-los à janela com as patas atadas para serem comidas pelos pombos, mas é impossível resistir aos olhinhos de bichanas cheias de pelinho fofo a fazer ronron!
Tentei explicar à Bianka que não é bonito comer outros seres vivos, principalmente quando eles ainda estão vivos, e que provavelmente ela não gostaria que as plantas a comessem a ela. À outra, como é burra, não lhe expliquei nada.
Como a chacina das plantas continuou, resolvi experimentar uma coisa totalmente inovadora: uma caixinha de plástico com pedrinhas e sementes de relva, que é preciso regar e esperar 6 dias até que a relva cresça. Supostamente aquilo é óptimo para gatos e a melhor maneira de mante-los longe das plantas a sério.
Segui as instruções e hoje, passados 6 dias, em vez de relva, tenho uma caixinha de plástico cheia de pedrinhas, sementes podres, e três ou quatro pontinhas de relva amarelada encharcada em mijo de gato.
Neste momento, a solitária é capaz de ser a planta com melhor aspecto cá da casa...

8 comentários:

R. Teixeira disse...

LOLOL

As tuas gatas não existem!!!

Anónimo disse...

Allo!

Bem vinda! já estava com saudades tuas! e, por aqui, anda tudo a perguntar por ti!

Como é que está a correr essa vidinha?

Ai da minha gata se me fizesse uma dessas! lol

Bjocas,
AL

Inútil disse...

Pessoalmente, já as teria transformado num tapete de boas vindas.

Zukkar disse...

Mia, já comprámos para aí uma 3 caixas destas e nenhuma resultou e garanto-te que o R. lhes deu muito amor e carinho. Eu como não tinha grande pachorra para isso só olhava... Não serviu de nada... Por tudo isto nesta casa não entram plantas, flores e passáros. No IKEA também têm flores de plástico!

Lunatic on the grass disse...

Compra gatos novos em vez de plantas novas.

Mia disse...

R. Teixeira,
Ai existem, existem!!

AL,
Finalmente um comentário no meu estaminé! :) É preciso ir-me embora para ver uns gatafunhos teus! :P
Está tudo ok por aqui! Beijinhos a todos!

Inútil,
Nem para isso servem... largam muito pelo!

Zukkar,
Tenho coisas contra as flores e pantas de plástico! Odeio-as!!!

Lunatic,
Ora aí está uma solução! Bem visto!

r. teixeira disse...

Bom... Cá por casa, nunca lhes deu para mijar na caixita de relva. E verdade seja dita, na última vez, aquilo até deu frutos (salvo seja)!

Era vê-las a comê-la, deliciadas, e a deixar a dona furiosa, à conta do tapete cada vez mais verde...

:|

micose_ou_mifrita disse...

A senhora do buço é que sabia!

Dura uma vida inteira. Ate ver...