terça-feira, julho 17, 2007

Expectativas
As pessoas nem sempre estão disponíveis. E é uma realidade nem sempre fácil de aceitar. Não podemos estar sempre à espera que os outros reajam como esperamos, e principalmente como achamos que merecemos, porque esta é uma das principais premissas para a redonda desilusão.
Há que manter presente que ninguém adivinha o que nos vai na cabeça e mesmo quando adivinham, nem sempre lidam com isso da forma que esperamos. Quantas vezes damos por nós a ouvir sermões intermináveis, ou frases implacáveis, ou a ser arrastados para ambientes de festa, quando na verdade um abraço forte e silencioso era tudo o que precisávamos?
Ser autosuficiente é muito difícil para a maioria das pessoas. A necessidade compulsiva de reconhecimento e aceitação por parte do outro faz com que coisas pequeninas como dizer "não" custem horrores.
É uma batalha difícil. Mas há que manter presente que não estamos a lutar contra os outros. Estamos a lutar por nós.

8 comentários:

Anette disse...

O pir é quando também o "sim" defrauda as expectativas. É como dizes Mia, não podemos adivinhar o que vai na cabeça dos outros e é difícil aceitar que as coisas não se passem como imaginamos.

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Grande problema: as Expectativas...
Nós somos (ouvi algures): aquilo que acham que nós somos + aquilo que nós achamos que os outros acham que nós somos + aquilo que nós achamos que somos.
Isto tudo prende-se com essas expectativas... Esperamos sempre. E isso deve ser a nossa maior condicionante.
Gostei*********

micose_ou_mifrita disse...

Um pouco diferente do registo habitual. Mas não menos interessante, de todo...

Mas discordo um bocadinho da visão bélica do ultimo paragrafo. Ainda assim, e usando a expressão, diria...
"Não estamos a lutar contra os outros.
Estamos a lutar com os outros. Por eles...e por nós"

lótus azul disse...

Xiiiiiiiiiiiii... Valha-te Deus, que estás a ficar crescida!

Plenamente de acordo até ao ponto de interrogação. O resto não consigo entender bem.

beijos

Mia disse...

Anette,
É difícil, mas temos que manter pelo menos a ponta do dedo do pé na terra. As piores desilusões são aquelas que nós próprios provocamos. Aí a culpa é inteiramente nossa.

_e se eu fosse puta...tu lias?
Que raio de nick é esse???LOL
Concordo com essa frase confusa que mais parece uma equação matemática!
Volta sempre!

Micose_ou_mifrita,
Sim, por eles e por nós! Mas continuo a achar que é mesmo uma guerra interior.

Lótus Azul,
"Eu sou do tamanho do que vejo" - amo Fernando Pessoa, embora ache que o bigode é coisa ultrapassada.
Eu própria estava confusa. Na altura fazia sentido, mas hoje quando reli o texto percebi que há ali uma desconexão para quem lê.
Enfim, vou fumar um CIGARRO! :P

Miss Kin disse...

É por dizer esse "não" q falta a muita gente, q tenho fama de mau feitio...

Anónimo disse...

E por falar em expectativas para quando um novo post? que é como quem diz vários...

Marta Ribeiro disse...

como eu me revejo no que escreveste :)