quarta-feira, fevereiro 14, 2007

PulpFashina
Começou por ser um quarto vazio. Depois pareceu-nos o local ideal para colocar a roupa por passar a ferro. Depois a roupa foi aumentando: lençois, toalhas, meias, cuecas, panos. Começámos a só lá ir buscar a roupa que precisávamos para a altura. Entretanto, os quilos de roupa começaram a ganhar pó, e como se tivesse vida própria, o quarto começou a ser depósito de roupa por lavar, roupa por passar, roupa metida em sacos para dar, roupa fora da estação. Daí foi um passinho para meter caixotes vazios de electrodomésticos, a cadeira e os candeeiros partidos, a televisão velha, o serviço de loiça dos avós, inutilidades que um dia podiam vir a ser úteis! Porque nunca se sabe! Assim que as deitamos fora, vamos precisar delas.
Os meus amigos chamavam aquele espaço de "Quarto-Sem-Gravidade" ou "Quarto-David Lynch". Diziam que era alí que escondíamos um antepassado moribundo que alimentávamos numa malga de alumínio com a ajuda de um pau.
Assim, fechávamos a porta e pronto, o quarto não existia.
Um dia a porta caiu. Nesse mesmo dia as gatas descobriram a maravilha do Mundo Desordeiro e fizeram daquele espaço desarrumado uma verdadeira imundice.
As unhas eram afiadas nas caixas e na esferovite, os montinhos de roupa foram todos para o chão, jogavam futebol com cacos de loiça e uma tarde em que o caixote não estava em condições, resolveram fazer os seus xixis e cocós mesmo ali!
Ontem tudo isto teve um fim. Agora que estou a poucos dias de mudar de casa é que me deu para limpar o que vou deixar. Mentalizei-me e limpei tudo de uma só enfiada! Consegui até, pasme-se, arranjar a porta e fechar o quarto, desta vez, arrumado!
Fiquei com duas gatas amuadas. Os únicos dois seres que viram o que eu passei para limpar aquele esterco, amuaram! Não houve um olhar orgulhoso, um miado de aprovação, um ronron de gratidão, uma lambidela àspera no nariz! Nada! Bichanos ingratos!

6 comentários:

RT disse...

Pois que em todas as casas sub-30 há um quarto assim! :)

Rosa disse...

Bichanos egoístas!!
[E agora, passas as tralhas para um quarto da casa nova? :)]

Mia disse...

RT,
Obrigada pelo apoio! :)

Rosa,
Não dá, porque a casa nova só tem um quarto! Ou a tralha, ou eu!

Robene disse...

É por isso que eu prefiro os cães!

Goncalo Lourenco disse...

"Assim que as deitamos fora, vamos precisar delas."

É mesmo. Que mania que temos de guardar as tralhas todas. Parece que temos medo de perder as vivências e o que elas representam.
E quão libertadora pode ser a experiência de deitar a tralha toda no lixo...

Mia disse...

Robene,
Aí está alguém que sabe do que eu estou a falar, a avaliar pela descrição que tens da casa de Coimbra! hehehe! Quando lá fui estava mais ou menos, mas se calhar era porque tinahs visitas! :P

Gonçalo Lourenço,
Acredita que sim! A mim custa-me imenso deitar coisas fora, mas quando se muda de uma casa com 4 quartos para uma só com um... não há muito a fazer!