quarta-feira, abril 05, 2006

Miau Stuff

Há dois tipos de pessoas: as que gostam de gatos e as outras.
Desconfio sempre das pessoas que dizem que não gostam de gatos.
É que, tal como as pessoas, há gatos e gatos!
Há gatos simpáticos e gatos antipáticos, gatos carinhosos e gatos raivosos, gatos inteligentes e gatos burros, gatos extrovertidos e gatos tímidos, gatos nervosos e gatos descontraídos, gatos egoistas, gatos mimados, gatos com a mania da superioridade, gatos comilões, gatos perguiçosos, gatos chatos, gatos vingativos, gatos distraídos, gatos sensuais, gatos manipuladores, gatos sinceros, gatos pervertidos, gatos inconsequentes, gatos hiperactivos, gatos humildes, gatos, gatos, gatos e mais gatos!
Tantos gatos quanto pessoas!
De todos os gatos que conheço (os que vivem com os meus amigos e família, os da rua com quem me vou cruzando por aí), posso falar dos gatos que já viveram comigo. E não digo os "meus" gatos, porque na verdade, os gatos não são de ninguém que não sejam eles próprios. Quem conheçe gatos, sabe do que eu estou a falar.
Assim, relativamente aos gatos que conheço melhor:
  • A Mingaw foi o meu primeiro contacto com gatos. É uma gata de olhos amarelos enormes, com o rabo torto. Tem uma personalidade muito difícil, rosna a estranhos e é completamente apaixonada pelo meu pai, a única pessoa a quem ela faz ronron. É tensa, gosta pouco que lhe peguem ao colo e quando lhe apetece anda desaparecida por uns dias. Não faz as necessidades se estiverem a olhar para ela, uma lady portanto. Só come latas de Wiskas, mas nem todas. Tem 12 anos e vive com os meus pais.
  • O Botas era um gato amarelo, zarolho. Tímido, assustado, comia tudo o que lhe aparecesse à frente a uma velocidade alucinante. Depois vomitava e voltava a comer. Tinha um hálito insuportável e fazia xixi em todo o lado menos no caixote. Apaixonado pela Mingaw, que não lhe ligava nenhuma. Completamente dependente do contacto físico, pedia miminhos, dava turrinhas, era um amor. Morreu atropelado por um carro aos 6 anos de idade.
  • A Bianka tem 3 anos, é uma gata branca linda de morrer, completamente esquizofrénica. Faz questão de me avisar quando o caixote está muito sujo, fazendo cocós por aí. Tem um olhar penetrante, como se soubesse exactamente o que eu estou a pensar. Por vezes quando faço alguma asneira, olho para ela e tenho a sensação que ela me está a julgar. É imprevisível, adora festinhas na cabeça, mas quando se farta é capaz de dar uma dentada. É preciso conhecê-la bem para perceber quando já chega de contacto físico.
  • A Mia é uma gata preta. Tem 1 ano e meio e não tem bigodes. Muito tímida, em vez de miar, geme. Fica tensa quando pegam nela, prefere ser ela a aproximar-se. Foi adoptada como cria pela Bianka, que ficou bem mais calma desde que a Mia apareceu lá em casa. Come pouco, mas de tudo: amendoins, sopa, morangos. Quando eu choro, é a primeira a vir ter comigo e perguntar-me o que se passa.

Eu sou uma pessoa de gatos, a cat person - soa tão melhor em inglês. Os gatos fascinam-me pela quase-perfeição das suas formas, pela sua destreza, inteligência, elegância. São seres que me dão espaço e exigem o seu espaço também. Eu não sou dona de nenhum destes miau-miaus, somos amigos, e como tal, respeitamo-nos!

13 comentários:

Luisa Seabra disse...

Não sou uma "cat-person", sou mais "dog-person", mas tb desconfio das pessoas q não gostam de cães...aliás, desconfio das pessoas q não gostam de animais em geral, eheheheh!
Não quero dizer q não goste de gatos, gosto e até já tive!
A verdade é q gosto de todos os animais, excepto aqueles com mais de 6 patas, como aranhas, centopeias, e outros q tal.
De resto, Vivam os gatos, vivam os cães, os gafanhotos, os sapos e até as cobras!!!!

Nellyta disse...

Não desconfies de mim pelo que vou escrever: "mas não gosto de gatos", não acho um animal muito cativante. No entanto, há qd era miúda tb tive um, bébé, e talvez por isso achava-lhe alguma graça. Depois desapareceu já nem sei como. Cães sim, o "STOP" um "setter" que batia à porta do quintal com a pata, qd tinha fome, ou a "Diana" uma cadela "boxer" que o meu pai comprou para mim e meus irmãos que foi lá para casa ainda bébé dentro de uma cx de sapatos. Mordia a toda a gente, menos aos da casa. O meu pai teve de a dar. Grande desgosto!

Inútil disse...

Não é que não goste de gatos, mas não morro de amores por eles. Acho o gato um bicho demasiado traiçoeiro. Sou mais uma dog-person!

SUSHISTICK disse...

O meu A. adora a banheira e o autoclismo. Strange but true.....É 1 wc-fanatic! ;p

Mia disse...

Luisa Seabra,
Vivaaaa!!! Aranhas é que não! Estou contigo nessa!

Nellyta,
Eu já desconfiava de ti muito antes de saber que não gostavas de gatos! :p Agora então vou andar sempre de olho em ti! Também que remédio tenho eu, vejo-te todos os dias! hehehe

Inútil,
Traiçoeiras são as pessoas! :p

Sushistick,
Adorava que os meus gatos soubessem fazer os cócós e xixis na sanita, como eu vi uma vez num vídeo um gato japones fazer! E ele até puxava a água e tudo!
Ou então gostava de ter um quintal, como o dos meus pais, onde a Mingaw ajuda a fertelizar a terra!

Rosa disse...

Eu cá também sou une personne des chats {só para ser diferente; hoje estou assim, até uso chavetas e tudo!! - é chavetas que isto se chama, não é??}
Miau! ;)

a lice disse...

Há realmente gatos e gatos, e há gatos que me cativam logo!:)

Beijinhos.

Mia disse...

Rosa,
Olha que "chavetas" é uma palavra engraçada! Nunca tinha pensado nela!
Claro que és une personne des chats!! :)


a lice,
Hmmmm, de que gatos estás tu a falar? ;)

apipocamaisdoce disse...

Odeio gatos! Uma pessoa está ali toda querida, a fazer-lhes festinhas e, quando dá por ela, já ficou sem metade de uma mão, arrancada às unhadas! São sonsos e cínicos! Maus!

Esplanando disse...

Eu até gosto de gatos... eles é que não gostam de mim!

Anónimo disse...

u cat lover...
mas eu tb sou...e os gatos são mto mais parecidos connosco do q pensamos: Têm o mesmo nº de genes no adn q os humanos. enfim...é sempre bom chegarmos a casa, da noite, e descermos 6 andares a pé pq a #$%&? do gato se lembrou de fugir...

izzolda disse...

Eu adoro gatos! Infelizmente, não posso ter animais (por enquanto, que a casa não é minha). Mas gosto dos gatos muito pela desconfiança inicial e pela confiança que podem ou não dar depois. Não se deixam levar, nunca. Gosto disso. Também gosto de achar que sou assim ;)

Mas também gosto muito de cães. (Senão ainda sofro represálias se uma certa e determinada pessoa ler isto, hihihi!)

volpina disse...

lindo texto, tambem tenho 3 gatinhas: a black , sissi e a nina.
sao as 3 pretas, e teem as 3 personalidades completamente distintas e manias e cheiros e hábitos.
lindas =)