quinta-feira, setembro 15, 2005

Aos meus amigos que vão para longe...*

"Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado,
morando comigo,
andando comigo,
falando comigo,
vivendo comigo,
todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos!
A gente não faz amigos, reconhece-os."

Vinicius de Moraes

*até já!

3 comentários:

Isa disse...

:') Eh eh... o Vinicius escreve daquelas coisas que eu gostaria de ter escrito antes dele, e zás, assinado! Gostava de ter sido eu a escrever o "Procura-se um Amigo" e gostava que fosse a mim que ele tivesse dedicado o "Para uma Menina com uma Flor" - a crónica mais bonita que alguma vez li :) Não te preocupes, Martocas, que a gente há-de ir a Barcelona!

Mia disse...

Isa,

Gostavas tu e gostava eu!
Quanto a Barcelona, estou lá, sem dúvida! ;)

ps- volta mais vezes!

Rosebud disse...

"A gente não faz amigos, reconhece-os". Ai Vinicius Vinicius, que bem traduzes a vida em palavras, que inveja!!