sexta-feira, abril 03, 2009

Casamento?

Contra todas as estatísticas de divórcio, a malta continua a casar-se como se não houvesse amanhã. E basicamente, o pior é que é mesmo no amanhã que "elas acontecem"!
Não me julguem mal, não sou de todo contra o casamento! Moi même pela-se por um vestidinho branco haute couture e uma festa de arromba com marisco à mistura! Como não?!
Mas a verdade é que há certas coisas que me fazem comichão. No topo do prurido encontram-se as promessas desenfreadas que o pessoal toca de fazer, basicamente porque não tem outra hipótese!
Senão vejamos: "bá blá blá, na alegria e na tristeza, na riqueza e na pobreza, na saúde e na doença, e mais não sei quê, até que a morte os separe"??!!!
Claro que as pessoas se casam a achar que é para sempre, mas bolas (!), fazerem-nos prometer que é até que a morte os separe é abusar da boa vontade do santinho!
É que ainda por cima, só se pode responder "sim" ou "não"! Mais nada! Até nos concursos da televisão há uma terceira hipótese, uma ajudinha do público!
Urge uma terceira resposta possível nesta cerimónia! A bem da verdade, sugiro um "hmmm" acompanhado de um ligeiro franzir de sobrancelhas, ou então um "isso é que era bom!", ou até mesmo um tímido "acho que sim", vá!
Agora "para sempre"...
"Para sempre" se ele não me lixar o corpinho com 7 filhos ranhosos paridos, 3 hipotecas de carros espatifados, fins-de-semana a ver a bola e uma brasileira badalhoca à mistura! Não há para sempre que aguente!
E mais! Até proponho que não se chame "casamento" ao casamento! É que parecendo que não, há gente que, embora casada, não entende a palavra. Há gente que, embora casada, acha que o "para sempre" é só para o outro.
Para essas pessoas, propunha mudar o nome para "Bacalhau com Natas".

"Fulano de Tal e Fulana de tal, convidam vossa excelência para o Bacalhau com Natas do seu filho Fulaninho de Tal e Tal, a realizar no dia 20 de Junho, na Quinta Pirosa que Só Vista".

Bacalhau com Natas toda a gente entende e não tem aquele peso todo! As pessoas vão descontraídas para um Bacalhau com Natas. Ninguém come Bacalhau com Natas de sapatos apertados e gravata! Bacalhau com Natas não ofende e parece bem!

Além disso, acabava-se já com certos e determinados problemas, que certas e determinadas pessoas têm quanto a chamar "casamento" à união matrimonial entre duas pessoas do mesmo sexo! Oh, afinal é só um Bacalhau com Natas! Que mal tem isso?


5 comentários:

Anónimo disse...

És a maior! ;)
E viva o Bacalhau com Natas que cá eu, só de ouvir a palavra Casamento, dá-me logo para os espasmos musculares e desmaios!

Sara R.

inútil disse...

Mais ainda, deviam haver nomes próprios para ajuntamentos matrimoniais consoante o escalão social dos intervenientes. Se Bacalhau com Natas resulta bem para, digamos, uma classe média, média-alta, penso que Favas com Chouriço seria adequado a criaturas mais próximas da plebe.

pufa disse...

a seguir podes falar de filhos, mas chamando-lhes, por exemplo... peixinhos da horta, vá!
fabulous mia, adorei ;)

Anónimo disse...

Se te registares no site lipton línea ganhas um pack de 4 garrafas e ainda outros prémios.

Aqui:http://www.lipton.pt/linea/l.aspx?i=6f153ca0-5f2e-f741-2b0e-54b9d31f936b

Lunatic on the grass disse...

Mas num Bacalhau com Natas o que é que se come?