sexta-feira, janeiro 23, 2009

Speak English?
A minha mãe não falava ingês. Percebia umas coisas tipo "i love you" e pouco mais, mas não o suficiente para ter uma conversa.
Quando chegámos ao aeroporto de Hong Kong pela primeira vez, quis ir à casa de banho e pensava que WC era uma expressão universal e que toda a gente iria entender. Nós ficámos à espera dela tanto tempo, que resolvi dar uma vista de olhos em redor a ver se a via.
Afastei-me um bocado, ouvi umas risadas e deparei-me com uma cena tão típica dela que é impossível não me lembrar disto cada vez que vou à casa de banho de aeroportos. A minha mãe, toda senhora em saltos altos enormes e mala a condizer, quase de cócoras, em frente a três chineses perdidos de riso e a gesticular "WC, yes?Xixi, yes?! Onde?! Xixi, please!!".
Ainda, e à pala de não saber inglês, ficou revoltadíssima quando lhe traduzi a música "Hotel Califórnia", que basicamente até aquele dia era a música favorita dela, porque achava que falava de amor. Não queria acreditar que aquela música sinistra tinha sido a banda sonora de tantas noites de slows com o meu pai nas boîtes, e sabe-se lá mais do quê!..
Finalmente, - e ainda no campo musical - se juntar o inglês péssimo da minha mãe ao facto de ter a maior lata do mundo, passo a contar-vos um dos momentos mais vergonhosos da minha vida adulta.
A minha mãe ouvia as músicas que gostava na rádio e depois pedia-nos para comprar o CD. Numa das vezes que não me soube explicar que música queria, convenceu-me a ir à Fnac com ela a ver se a encontrava.
Na verdade, eu questionei-me como é que ela ía adivinhar, só pela capa, em que CD estava a música, mas a minha mãe tinha outra ideia.
Toda despachada, chegou-se ao pé de um jovem bexigoso e perguntou: "Olhe, se faz favor, por acaso sabe-me dizer onde está o CD com aquela música em inglês que passa agora muito na rádio que é mais ou menos assim... Lálalalaálá láráririlailai lálálálá, e no refrão é igual, mas mais mexida?".
Não obstante, quando lhe perguntavam "Speak English?", respondia prontamente "Yes".
Vá-se lá entender as mães!

4 comentários:

Anónimo disse...

Adoro saber que outras figuras cantam em ingles, lálálálálá...é tão bom!!!bjs,k

Robene disse...

Tás de volta!!! YEayyyyyy

Ricardo disse...

Olá, Mia :')

Tinha saudades tuas!
(e o teu marido que se deixe de ciúmes!)

Lunatic on the grass disse...

Pá, eu acho que sei que música é essa a que a tua mãe se referia!