segunda-feira, julho 02, 2007

Miss Magoo

É triste quando a pessoa até tem uns olhos giraços, mas miopes. É, no mínino, aborrecido.
E eu, pessoa com olhos giraços, até tinha uns óculos a condizer, mas há uns meses esborrachei-os até à morte de encontro ao meu traseiro.
E eu não sou propriamente miopezinha, não! Não sou aquelas pessoas que têm 0,75 dioptrias que passam a vida a queixar-se de dores de cabeça. Eu levo as coisas a sério e não vejo um boi sem óculos.
Quer dizer, até vejo o boi, mas só depois de levar uma valente cornada na nalga é que tiro as teimas e percebo que o que vinha a correr na minha direcção não era um cão grande nem uma pessoa com elefantismo.
Há dois dias que os meus olhos não me deixam usar lentes de contacto. Ardem-me até à inconsciência e fazem-me chorar que nem uma Madalena arrependida. Ora, sem lentes e sem óculos... hmmm, estou a modos que pitosga.
Ontem tive que apanhar sozinha o comboio para Aveiro e o que foi a minha figura, de cara franzida e boca ligeiramente aberta, a tactear os bancos sem perceber onde era o meu lugar na carruagem. É triste, existe e não é fado!
Estendi o bilhete a toda a gente que parou mais de dois segundos à frente do meu banco, porque não sabia qual delas era o Pica e passei duas horas e meia aflitinha para fazer xixi, com medo de não saber voltar para o meu lugar.
Quando saí na estação, houve um carro que buzinou e eu achei que devia ser o meu pai. Foi preciso esbardalhar o meu nariz no vidro da viatura para perceber que de meu pai, o condutor não tinha nada, até porque a pessoa ou era uma rapariga, ou um rapaz com cara de anjo e cabelo comprido.
Claro que o meu pai bem podia buzinar que eu, pelo sim, pelo não, não ía sair da porta da estação até me virem buscar pelo bracinho, com cão-guia e bengala de preferência. Pois foi o que ele fez - sem o cão e sem a bangala.
Agora encontro-me no aconchego e segurança do lar, sem conseguir ver televisão, ler, ou andar de carro, restando-me escrever este post completamente desinteressante e de certeza cheio de erros, com o nariz colado ao ecrã!
Peço-vos paciência comigo, sim?

7 comentários:

Whitesoul disse...

looooooooooooool. Mia posso assegurar que não tem erros, se bem que não sei se vais conseguir ler o comentário :S:S

Inútil disse...

Epá, ò Mia, isso é injusto. 0,75 é o suficiente para saír com dor de cabeça depois de duas horas de cinema sem óculos. Quer tenha 0,75 ou uma graduação que mais parece o fundo de uma garrafa de aguardente, um pitosga é sempre um pitosga.

Alexandre disse...

Cara Mia, escrevo-te em rodapé a um texto que nada tem a ver (aliás, pelo que dizes "NADA tem a VER" é mesmo a expressão) porque aquele onde seria adequado já lá está em baixo na página e poderias já não te aperceber da novidade.
Apenas para te dizer o que me ri com a tua referência ao meu comentário original e deixar-te, obviamente e com todo o prazer, um segundo. E, sobretudo, para agradecer mais uma distinção - não dá estatueta para pôr na estante cá de casa, mas tem, rigorosamente, o mesmo sabor.
Entretanto, decidi não fazer a minha própria lista. Leio tão poucas pessoas que teria de as premiar a todas e isso parece-me o contrário do que 'distinção' quer dizer.
Por fim, deixa-me dizer-te que, com isto, tornei-me teu leitor, pelo que é hora de retribuir o elogio: gosto muito do Pulpfashion. Faz-me sempre rir.
É tudo. Beijos, obrigado de novo e que venham por aí uns óculos novos, giros, rapidinho.

Anónimo disse...

Mia, como te percebo1lá em casa chamma-me miss magoo há pelo menos 14 anos...sei como te sentes...junta-te ao clã!!!!!bijos

Anette disse...

Loooooool! Genial... e ao mesmo tempo dramático. Mesmo quando não te divertes, consegues alegrar-nos a nós. Já estou como o meu amigo Alexandre, que esses óculos venham bem rapidinho.

Marisa disse...

O que eu me ri a ler este post =) Descobri o teu blog e estou a adorar :)

Inês Mega disse...

ai ai nem sei que diga... Miope com olhos giraços e 5 dioptrias, ainda estou para aqui a rir e a rir, e a rir! Muito bom!!!