domingo, julho 16, 2006

Está um calor de ananases

Longe vai o tempo em que eu achava que a vida de praia aos fins-de-semana na Costa da Caparica não era para mim.
Na faculdade, a praia era sempre e quando eu queria. Antes das aulas, depois das aulas, durante as aulas. Mas nunca ao fim-de-semana! Isso era para os otários que por umas horas de sol tinham que aturar filas intermináveis num calor insuportável, para chegar à praia e não ter um espacinho decente para se esticar ao comprido nem sacudir a tolha sem cegar outros otários.
Pois é meus caros, desde que comecei a trabalhar, lá se foi o meu estatuto de espertalhoca. Agora, chego a sábado e deparo-me com duas hipóteses: ou enfio o rabo na banheira de 5 em 5 minutos e me esbardalho em creme auto-bronzeador Dove como se não houvesse amanhã; ou então encho-me de coragem e de cara lavada e peito erguido enfrento o trânsito e a gentalha, rumo à Caparica.
Hoje ainda resisti e resolvi ficar por Lisboa. Como não estava a guentar o calor, fui até ao Feria Nova comprar uma ventoínha e passear pela parte dos frios e congelados do hipermercado até decorar as prateleiras dos iogurtes.
Escusado será dizer que o serão foi passado frente à ventoínha com as minhas gatas, que por esta altura são autênticas bolas de pelo quente que se arrastam pelo chão, entre a cozinha e a casa de banho na busca incessante pelo azulejo mais fresquinho. Como eu as compreendo... Eu faria o mesmo, se não soubesse que o chão aqui da casa anda pelas ruas da amargura. Eu sei do que falo...sou eu que o limpo - ou não!
Enfim, amanhã lá terei que ceder. Vou pegar nos meus tarecos, meter-me num Ludovico sem ar condiconado e tentar fazer os exercícos de respiração do Pilates durante a eternidade que vou demorar para lá chegar. Eventualmente soltarei um palavrão aqui e ali, mas que se lixe, está um calor de ananases!

3 comentários:

Fee disse...

Para não encontrares trânsito é melhor ires de madrugada e quando for hora de almoço voltas para casa! Que tal, agrada-te a ideia?
Também já fui à Costa e é um caos, mas deixa lá que aqui em Portimão não se está nada melhor, porque há filas em todo o lado!

Leididi disse...

Sendo da Margem sul,nunca fui à praia no fim de semana. ou melhor, fui uma vez e jurei para nunca mais: entre apitadelas, discussões com pessoas que acham que é razoável estacionar em qq buraco e que impedem o trânsito de andar para trás e para a frente e horas na bicha (sendo que vivia a 10 minutos da praia - não, não dá para ir a pé), apanhei uns bnervos tais que desisti.
Agora que vivo em Lx - há pouco tempo, é certo- e que tb trabalho, descobri as maravilhas das praias da linha. Não tem bichas, há sp lugar para o carro e a água é boa :)

izzolda disse...

É tão mau ter só dois diazinhos para gozar a praia....aqui no Porto as coisas são mais calmas, há muitas praias por onde escolher, mas tens de saber como evitar os locais caóticos e escolher praias decentes!

Ao Domingo, a tarefa é quase impossível, muito pior que ao Sábado....