terça-feira, julho 18, 2006

De Passagem

A Di é minha amiga há 14 anos. Faz parte daquele conjunto muito pequenino de pessoas que ficam para sempre. Há alturas em que não descolamos uma da outra, outras em que não nos vemos durante imenso tempo, mas voltar à sua companhia é como regressar a casa. Apesar das nossas diferenças, que são muitas, temos coisas só nossas. Coisas que só a cumplicidade e a partilha explica. A Di tem um feitio tramado, é orgulhosa, altamente crítica e raramente aceita a diferença, e eu devo ser das poucas pessoas que ela não julga. Aceita as minhas parvoices, os meus fuminhos, as minhas confusões, os meus amuos, as minhas ausências e nunca por nunca ser se impressionou com os meus podres, por mais podres que sejam. Aceita em mim tudo o que despreza nos outros.
Talvez por partilharmos a mesma essência, por nos termos conhecido e crescido como iguais, as diferenças enormes que agora existem entre nós são secundárias. É talvez a minha amiga mais louca. Talvez não, é de certeza! Mas também é de certeza das minhas amigas mais certas. Vira o Mundo ao contrário por mim.
Certa noite de loucura, estava ela na discoteca às beijocas com um tipo com quem tinha uma relação relativamente recente, cheia de pesos na consciência porque na altura tinha namorado, quando começa a tocar uma música dos Smashing Pumpkins - banda que tanto eu como ela adorávamos, ouvíamos e cantávamos até à exaustão no liceu.
Ela sorriu, e pensou alto "A Mia de certeza que não me ía condenar por eu estar aqui a fazer isto". O rapaz ouviu-a e perguntou "Quem é a Mia?". "É uma grande amiga minha. Nós eramos loucas por Smashing e sempre que oiço esta música lembro-me dela."
Beijoca para aqui, beijoca para ali, e às tantas o rapaz pergunta-lhe "Daqui para a frente quando ouvires esta música vais lembrar-te da tua amiga ou de mim?".
A Di sorri com o desprezo que só ela sabe dar: "Meu querido, tu só estás de passagem."

6 comentários:

trapezista disse...

:) (a tua amiga Di é que sabe....) *

Rosa disse...

Mas olha que há pessoas que só "roçam" a nossa vida e que, no entanto, a marcam tanto!

Charlotte disse...

Boa DI! É isso mesmo. Adorava e ainda adoro Smashing tenho tudo deles e de vez em quando ainda oiço para matar saudades :)

racker disse...

Por vezes até os nossos melhores amigos nos surpreendem, porque são capazes de fazer coisas por nós que nunca nos passaram pela cabeça! Acho... aliás, tenho a certeza, de que toda a gente devia ter pelo menos um/a amigo/a assim!

izzolda disse...

Amizade é amor sem sexo, já dizia alguém! :) E vivam as amigas como a Di!

Anónimo disse...

ainda há "discotecas" q passem smashing???
grande amiga, q encorna o namorado e "dá desprezo" na nova conquista.
será q ela tem algum amor para dar a alguém?