sexta-feira, dezembro 30, 2005

Coisas minhas
Confesso que cadernos cheios de folhas em branco me deixam em euforia, aquele cheiro a novo, a grossura das lombadas, as folhas ainda por estrear, o brilho das capas, há um nervoso nos dedos para começar a escrever neles, rabiscá-los, vivê-los, estragá-los, apetece-me logo ter imensas ideias para pôr no papel e quando não as tenho faço listas: de compras, de tarefas, de gastos mensais.
Com os livros novos sinto o mesmo. Tenho que os dobrar, rabiscar a lápis, gastar-lhes as letras e o papel de tanto ler o mesmo parágrafo, atenuar-lhes o cheiro a máquina e verniz, misturá-los com o aroma de chá, chocolate, lágrimas e pessoas. Não os leio. Devoro-os, uso-os e abuso deles até os sentir meus, até os confundir comigo.
Os livros que leio sou eu, por isso mais do que lê-los, releio-os vezes sem conta. Por vezes falo com os diálogos das personagens, que me parecem sempre tão mais apropriados que os meus.
A propósito disto, cada ano que passa sinto com mais consciência a responsabilidade das minhas acções e opções e os efeitos que têm na minha própria vida.
Se por um lado é libertador o facto da minha vida depender de mim, por outro é assustador, porque não posso simplesmente sentar-me de braços cruzados a ver a paisagem.
E digo "a propósito disto" porque cada passagem de ano me faz sentir a excitação de um caderno novo por extrear, e a vontade de pegar no meu próprio livro e vivê-lo, usá-lo e enchê-lo de sentido até ao fim, até não haver nada que fique por explorar.
Só assim o consigo largar, desprender-me dele, e partir para outras leituras.
Bom Ano, pessoal! :)

8 comentários:

Rosa disse...

Enche este ano novo a estrear de palavras bonitas, pessoas amigas, cheiros gostosos e muitos, muitos rabiscos de amor e paz!
Feliz 2006, Mia! :)*

izzolda disse...

Boas entradas e um 2006 cheio de boas surpresas, muitas leituras e escritas :) ***

Kwan disse...

Provavelmente, o melhor post até hoje. O que significa que estás mesmo a tempo de "virar a página"... :)
Um Bom Ano e obrigado.

Lótus Azul disse...

Que a história do teu caderno de 2006 seja cheia de boas surpresas.

É bom quando nos damos conta da responsabilidade que temos na nossa história. É sinal que estás a crescer como deve ser. Não te devia contar já... mas o passo seguinte do crescimento é a tomada de consciência da quantidade de coisas que não nos é possível controlar e que interferem irremediavelmente nas nossas vidas... Aceitando esse facto transitamos da pessoa responsável para a pessoa saudável e sensatamente irresponsável.

Beijinhos, Mia.
Aproveita tudo o que puderes.

Nao Sei Que Digo disse...

Vamos os dois escrever coisas bonitas no teu caderno?

Calvin disse...

Espero que este novo caderno leve muitos riscos e rabiscos, fotos e memorias, carinhos e personagens fantasticos... montes de amigos. e que no final, ao releres, possas rir e sorrir, chorar e ... que tenhas feito usofruto desse caderno ... a vida.

Boas escritas, melhores leituras e ... que te traga tudo de melhor.
Bjo

Mia disse...

Rosa,
Muitos e muitos rabiscos bonitos para ti também!
Feliz 2006!! :*

Izzolda,
Obrigada e para ti também!
Até para o ano! :)

Kwan,
Obrigada!
E sim, vou mesmo "virar a página"!
Entra em 2006 com uma "granda onda"! :)

Lotus Azul,
Hmm...pessoa sensatamente irresponsável parece-me bem! Um passinho de cada vez, certo?
Beijinho e feliz 2006! :)

Nao-sei-que-digo,
Muito muito bonitas! E os dois! Não faria sentido de outra forma!
Feliz 2006, querido!! :*

Calvin,
Muito obrigada!
Venha 2006 que eu já estou com a caneta na mão! Beijinho e um ano cheio de coisas boas! :)

Folha de Chá disse...

Bom ano. :)